Whey Protein e envelhecimento: um poderoso aliado | SNC Salvador SNC

Whey Protein e envelhecimento: um poderoso aliado

Whey Protein e envelhecimento: um poderoso aliado

Com a expectativa de vida da população aumentando devido aos avanços tecnológicos na área da saúde, a sociedade tem se preocupado bastante com o tema envelhecimento saudável.

Por volta dos 30-40 anos de idade o ser humano inicia um processo lento e gradual denominado senescência; processo natural ao qual todos os seres vivos estão submetidos, caracterizado pelo envelhecimento celular e redução das capacidades do organismo;

Dentre as principais mudanças destacam-se alterações em diversos sistemas corporais, como neuromotor, cardiovascular e gastrointestinal. Algumas destas alterações, mesmo parecendo pequenas, podem comprometer fortemente a qualidade de vida do idoso ao longo do tempo, como por exemplo:

1) Redução da percepção de sabores

2) Diminuição da força dos músculos da face

3) Redução da capacidade digestiva por menor produção de suco gástrico

Estes fatores refletem num menor consumo alimentar e principalmente proteico por parte deste público, visto que as fontes habituais de proteína passam a ser menos aceitas pela dificuldade de mastigação e deglutição, menor palatabilidade dos alimentos e desconfortos digestivos ao comer. Somados ao processo natural de envelhecimento, estas alterações geram uma perda ainda maior de capacidades por deficiências nutricionais.

A Whey Protein surge neste cenário como um primoroso aliado do público idoso.

Talvez surja o questionamento:

 

“Mas não poderíamos utilizar qualquer outra fonte proteica em pó para suprir a deficiência dietética?”

 

Sim, é possível; mas características particulares da Whey Protein fazem dela a melhor opção para estes casos. Vejamos algumas:

1) Whey Protein conta com um perfil rico em aminoácidos essenciais além do mais alto teor de Leucina dentre as proteínas; fator determinante para estimular a síntese de novos tecidos.

2) Além de um perfil de aminoácidos diferenciado, a proteína do soro do leite conta com a presença de peptídeos bioativos, pequenas frações proteicas, passíveis de absorção por um sistema de transporte intestinal exclusivo e com funções positivas para além do âmbito nutricional, como: atividade antimicrobiana, anti-inflamatória, hipotensora, imunomoduladora e antioxidante.

3) E por fim, as duas características que provavelmente são as mais importantes para o público idoso: facilidade de ingestão e digestão. Ingerir a proteína não é o bastante. É preciso que o corpo tenha capacidade de aproveitá-la. A principal dificuldade em adequar a oferta proteica para os idosos é garantir a ingestão e o aproveitamento de quantidades suficientes.

Além da praticidade na administração (diluição do pó em água ou outros líquidos), Whey Protein difere das demais proteínas pela sua digestibilidade extremamente facilitada, possuindo também versões pré-digeridas que tornam o processo digestivo ainda menos dispendioso, contornando as dificuldades do organismo senil. Isto garante que o idoso não apenas ingira a proteína, como também a absorva com muito mais eficiência.

O consumo proteico é apenas um dos fatores determinantes da qualidade de vida do idoso. Consulte um nutricionista especializado para ajustar a sua rotina alimentar e previna-se! Cuidar da saúde ainda jovem é o primeiro passo para garantir vitalidade na terceira idade.

Este texto foi escrito por
Gabriel GDOC, baseado em artigos científicos.
Todo o material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido.

 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br.

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos, mencione o nome do autor e do site, por favor.

Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

Featured Image Featured Image

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *