SNC

Vitamina K e Anticoagulantes

Vitamina K e Anticoagulantes

A vitamina K está envolvida em  diversos processos no organismo, sendo mais conhecida no processo de coagulação. Esse micronutriente age como um fator anti-hemorrágico, mas é importante também para a função de proteínas para o desenvolvimento ósseo, como a osteocalcina. Está disponível em quatro formas, sendo as duas principais a vitamina K1 e K2. A vitamina K1 (filoquinona) está presente em vegetais folhosos verde escuros e óleos, e a vitamina K2 (menaquinona ou algumas formas de MK, como MK-4, MK-10), é produzida no intestino grosso a partir do consumo da vitamina K1, por bactérias intestinais, ou pode ser consumida através de suplementos.

Com característica lipossolúvel, a vitamina K tem sua digestão e absorção dependente de  alimentos fontes de gordura por conta do estímulo biliar, assim como todas as vitaminas lipossolúveis. O corpo humano não reaproveita a vitamina K2 sintetizada, pois isto é feito no final do intestino, enquanto que os sais biliares atuam no início, não realizando assim essa ação.

Alguns profissionais da área de saúde não recomendam o consumo de folhosos verde escuros caso o indivíduo utilize a varfarina, um medicamento anticoagulante comumente utilizado para doenças tromboembólicas. Entretanto, a Sociedade Brasileira de Cardiologia lançou em 2013 uma Diretriz sobre os Antiagregantes Plaquetários, esclarecendo sobre seu uso e o consumo dos vegetais. É trazida a informação de que não é necessário vetar o consumo caso o indivíduo consuma saladas por exemplo, mas o ideal é não acrescentar mais alimentos fontes.

Os vegetais folhosos normalmente são desindicados como um todo de forma equivocada, mas os óleos vegetais ainda são fontes dessa vitamina, e a recomendação de utilizar óleos para melhorar a disponibilidade das vitaminas lipossolúveis dos alimentos deve ser feita de forma cuidadosa, assim como o consumo de alimentos industrializados ricos em gordura, que também são fontes da forma hidrogenada da vitamina. Ao diminuir o consumo de folhosos ou de alimentos verdes, há maior possibilidade de reduzir a ingestão dos alimentos pouco calóricos, o que impacta na restrição de outras vitaminas e minerais que contribuem para a saúde do indivíduo.

Por isso, a prescrição nutricional deve ser feita de forma individualizada, e para esse acompanhamento é necessário um nutricionista!

Este texto foi escrito por Caroline Lima, integrante da equipe de nutrição da SNC-Salvador, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail: nutricao@sncsalvador.com.br. Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

Featured Image Featured Image

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *