SNC

Vamos falar de saciedade!

Vamos falar de saciedade!

Ansiedade, estresse, Tensão Pré-Menstrual (TPM), alegria, tristeza… tudo se torna desculpa para comer, certo? Comer vai além de se alimentar e nutrir o corpo, envolve questões emocionais que nutrem a mente também. Sendo assim, como é possível seguir um plano alimentar com tantos fatores contra o seu objetivo? É importante pensar primeiro na sensação de saciedade.

Segundo o dicionário, o significado de saciedade é 1. estado de uma pessoa completamente saciada; satisfação completa; 2. plena satisfação do apetite.

Para essa satisfação acontecer, é possível contar com a ajuda de estratégias nutricionais através de alimentos e suplementos, a partir de agora, falarei de algumas delas.

Alimentos fontes de proteínas como carnes brancas, vermelhas e ovos são bem utilizados pelo poder sacietogênico.  Essas são as fontes mais ricas, mas leites, queijos e iogurtes (a depender do tipo) também podem promover essa sensação. Uma opção prática de transporte e conservação são as proteínas em pó, como a whey protein, os hiperproteicos, caseína e também proteínas vegetais. A whey possui rápida absorção e pode ser utilizada para quando se quer uma saciedade a curto prazo. Os hiperproteicos atendem bem aos lanches da tarde por exemplo, e a caseína contribui para a fome noturna, principalmente para indivíduos que costumam levantar a noite para comer, isso porque sua velocidade de absorção é mais lenta. Existem ainda outros benefícios associados ao consumo de proteínas antes de dormir, como o aumento da hipertrofia. Já as proteínas vegetais, são alternativas para os vegetarianos otimizarem a oferta proteica diária e reduzirem o consumo de carboidratos quando em excesso.

As gorduras também podem contribuir para essa saciedade, devido a lentificação do esvaziamento gástrico pela ativação de hormônios. O consumo de azeite de oliva, de óleos em cápsulas como os EFAS (Ácidos Graxos Essenciais), ou até mesmo do ômega 3, também mostram benefícios, tanto pela alta densidade calórica, quanto pela presença de compostos que são sacietogênicos.

Os ovos merecem atenção especial, porquê além de possuírem a proteína, são fonte de gordura que como já dito, possuem antioxidantes e a colina! A colina contribui diretamente para melhora da saciedade, pois estudos mostram que a suplementação dessa vitamina, contribuiu para redução do apetite. Níveis baixos da mesma, estão associados a maior ansiedade, e consequentemente, maior vontade de comer.

Os alimentos fontes de fibras também são uma das estratégias. Isso porque precisam ser mastigados por mais tempo, consequentemente aumentam a produção de suco gástrico e saliva para digestão do alimento, além de elevar o volume do conteúdo estomacal. As fibras também absorvem água e formam géis, que causam retardo no esvaziamento gástrico e atrasam o o aparecimento da fome.

Alguns hormônios de nosso corpo estão associados com a saciedade também, no entanto, mais importante ainda, é a prescrição nutricional individualizada. Os estudos mostram resultados significativos, mas o primordial é um acompanhamento com um profissional que vai te conhecer e desenvolver um plano ajustado a suas necessidades, podendo contar com a suplementação ou não. Invista em sua saúde, procure um nutricionista!

Este texto foi escrito por Caroline Lima, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br. Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador)”
Featured Image Featured Image

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *