SNC

Uva-Ursi (Arctostaphylos uva-ursi)

Uva-Ursi (Arctostaphylos uva-ursi)

A Uva-Ursi (Arctostaphylos uva-ursi) é uma planta medicinal utilizada para o tratamento de sintomas de infecções das vias urinárias (cistite, pielonefrite, prostatite, uretrite, ureterite e calculos renais). É encontrada em muito suplementos alimentares com ação diurética e tem seu efeito comprovado em um estudo realizado pelo Herbal Medicinal Products Committee (HMPC).

Os constituintes mais representativos da folha seca de Uva-ursi são o glicosídeo fenólico arbutina e o seu derivado hidroquinona (HQ). As folhas de uva-ursi contêm também pequenas quantidades de HQ livre (<0,3%), metilarbutina (até 4%) e flavonoides como hiperósido (0,8%-1,5%). A quantidade de constituintes farmacológicos ativos presente na uva-ursi vai depender de alguns fatores, tais quais: estação do ano, local geográfico, clima e outros.

A arbutina é o principal constituinte ativo antisséptico urinário presente na uva ursi folium. Esta substância é rapidamente absorvida no intestino delgado e no fígado entra em contato com B-glicosidades e é hidrolisada em aglicona (hidroquinona) e glicose. Logo após, ocorre conjugação com os ácidos glicurônico e sulfúrico, sendo excretada em seguida na urina. Experimentalmente foi observado em voluntários saudáveis que até 70% da dose de arbutina administrada foram excretadas como hidroquinona conjugada dentro de 24 horas e a hidroquinona livre permaneceu abaixo de 0,5%.

Em um ensaio realizado em 1998 por Stammwitz comparando o efeito antibacteriano das folhas de uva-ursi com um antibiótico de referencia (neomicina), demonstrou inibição do crescimento (dependente de concentração) frente a cinco espécies de bactérias (E. coli, Klebsiella pneumoniae, Proteus vulgaris, Pseudomonas aeruginosa, Staphylococcus aureus) e uma levedura (Candida albicans).

A utilização da uva-ursi folium deve ser feita de maneira cautelosa, visto que alguns estudos relatam que a hidroquinona livre pode gerar uma toxicidade celular. O tratamento com a folha de uva-ursi deve ser acompanhado de aumento da ingestão hídrica e sua utilização deve ser feito por curto período de tempo devido ao seu considerável conteúdo de taninos que pode gerar grande desconforto gástrico.

“Este texto foi escrito por Marcelo Caldas, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br. Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador)”.

Featured Image Featured Image

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *