SNC

Suplementação além do esporte

Suplementação além do esporte

Os suplementos alimentares atualmente são utilizados para diversas finalidades, apesar disso, a maioria do público ainda associa a utilização desses produtos à prática esportiva. Em alguns casos, os fabricantes fazem referência ao público em questão, denominando-os de “suplementos para atletas”, por uma questão de regulamentação. Acontece que muitos desses produtos podem ser utilizados para finalidades clínicas ou ainda hospitalares. Alguns dos suplementos alimentares mais utilizados no esporte são whey protein (proteínas do soro do leite), BCAA’s (aminoácidos de cadeia ramificada), creatina, cafeína e carboidratos, mas você sabe quais benefícios além da melhora do desempenho esportivo o uso desses produtos pode trazer?

Pois é, um dos produtos mais versátil é a whey protein. Essas proteínas de fácil digestão e rápida absorção são de fato importantes para o desempenho esportivo devido ao seu potencial de recuperação muscular, e justamente por esse mesmo motivo pode ser uma excelente estratégia para garantir o aporte proteico em idosos ou em indivíduos com sarcopenia secundária à algum problema catabólico. Garantir saciedade para pessoas que buscam emagrecimento ou ainda auxiliar na redução da glicemia pós-prandial de indivíduos diabéticos tipo II ou resistentes à insulina, também são propriedades características da whey protein. Quase não ouvimos falar dessas características da whey, não é? Parece que são produtos que só são utilizados por praticantes de academia que desejam “ficar forte”, mas na verdade a suplementação com as proteínas do soro do leite vai muito além do esporte.

Outro suplemento queridinho dos atletas são os BCAA’s, também conhecidos como aminoácidos de cadeia ramificada. Em geral são usados para retardar fadiga e evitar a perda de tecido muscular no exercício. Entretanto, assim como a whey, esses aminoácidos possuem outras aplicabilidades. Sua utilização está crescendo bastante em indivíduos hospitalizados com problemas hepáticos. Isso mesmo, os “pobres coitados” dos suplementos alimentares, tão julgados como “causadores de problemas no fígado”, em alguns casos são até mesmo usados para o tratamento de problemas nesse órgão. Muitos estudos em pacientes com encefalopatia hepática e com cirrose hepática têm mostrado efeito positivo no tratamento. Isso porque os BCAA’s participam do processo de metabolização da amônia no fígado, ajudando desta forma a redução no acúmulo desse composto em pacientes hepatopatas.

A creatina também é um suplemento usado no esporte com a finalidade de aumentar a força e explosão em atletas que praticam esportes de curta duração. Sendo assim, essa mesma característica pode ser benéfica para a utilização em idosos, em especial porque durante essa fase da vida é muito comum o processo de perda de tecido muscular, o que acaba resultando em redução da força nesses indivíduos. Estudos mais recentes também já vêm mostrando a utilização desse produto para o tratamento de doenças neurodegenerativas como a doença de Parkinson e Huntington. O próprio posicionamento da sociedade internacional de nutrição esportiva sobre a creatina traz em seu texto um parágrafo enfatizando a possível utilização desse composto para muitas finalidades, inclusive para gestantes, diabéticos, indivíduos com fibromialgia e até depressivos.

A cafeína, conhecida entre os atletas pelo seu potencial estimulante e na redução da percepção do esforço, também tem o seu papel além do esporte. Alguns trabalhos mostram potencial neuroprotetor, além de melhoradora de performance cognitiva, aumentando a concentração de pessoas suplementadas com tal substância.

Os carboidratos, tão demonizados por alguns, têm seu lugar garantido na vida dos atletas de endurance (aqueles que competem em longas distâncias). Podemos reservar também um lugar especial para esses suplementos na vida de determinados indivíduos, em especial os carboidratos de baixo índice glicêmico como a palatinose e waxy maize. Esses suplementos liberam a glicose (popularmente conhecida como açúcar) de maneira gradual na corrente sanguínea, e essa característica pode ser importante para indivíduos diabéticos, pois evita os picos hiperglicêmicos, ou ainda para uma pequena parte de pessoas que possuem um problema no metabolismo do glicogênio e acabam entrando em quadros de hipoglicemia quando ficam longos períodos em jejum.

Percebeu quantas aplicabilidades além do esporte os suplementos alimentares podem ter? Esses são apenas alguns dos mais utilizados, mas ainda existem muitos outros que também possuem vários benefícios para a saúde. Para saber quais e as quantidades adequadas de uso procure um bom profissional de nutrição para ajustar o uso à sua rotina alimentar.

Este texto foi escrito por Rafael Teixeira, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido.
Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br
Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.
Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

Featured Image Featured Image

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *