SNC

Palatinose: O Super Carboidrato!

Palatinose: O Super Carboidrato!

Já imaginou se existisse um carboidrato que lhe fornecesse energia por mais tempo, que diminuísse seus estoques de gordura, que melhorasse seu poder de atenção, que fosse benéfico para o seu intestino, e além disso, que não lhe causasse cáries?

Pois bem, felizmente esse SUPER carboidrato existe, e ele se chama isomaltulose! Contudo, no mercado de suplementos nutricionais é comercialmente chamado de Palatinose.

A palatinose é um isômero da sacarose, ou seja, é igualmente composta pela glicose + frutose, entretanto, a ligação entre esses dois monômeros ocorre em posições diferentes. É justamente essa mudança na posição da ligação da glicose com a frutose que garante um índice glicêmico menor que a da sacarose.

Sua descoberta ocorreu em 1958 na Alemanha em uma antiga província chamada “Palatinum”. A primeira vez que foi sintetizada foi através da fermentação dos açúcares da beterraba por meio de bactérias. A partir de 1980 os japoneses passaram a utilizar a palatinose como substituto do açúcar refinado.

Sua fabricação geralmente ocorre através da ação enzimática de bactérias. Algumas linhagens bacterianas são capazes de produzir a enzima chave para a conversão da sacarose em isomaltulose, a glicosiltransferase.

As bactérias bucais que fermentam açúcares simples com facilidade não conseguem fazer o mesmo com a palatinose, desta forma, reduz-se o potencial cariogênico quando é feita sua ingestão.

A palatinose também tem sido estudada para melhorar a capacidade cognitiva. Estudos tem demonstrado que seu uso antes de atividades de exercício mental, melhorou o poder de atenção dos indivíduos comparado com o grupo que fez o uso da sacarose.

Outra aplicabilidade interessante está relacionada ao seu potencial prebiótico. Em um meio de cultura com microorganismos nativos da microbiota intestinal humana, na presença da palatinose, é observado um menor desenvolvimento de bactérias ruins e maior prevalência das bactérias positivas.

Para o controle da diabetes, a utilização de palatinose é promissora, pois, além de evitar picos glicêmicos e hipoglicemia de rebote, já foi evidenciado que é possível estimular a secreção de GLP-1 com seu consumo. O GLP-1 é um hormônio liberado pelo intestino delgado que atua na homeostase da glicose sanguínea e também no controle da saciedade.

Tratando-se de desempenho no exercício, a palatinose promove a liberação gradual de glicose na corrente sanguínea, aumentando a utilização de gordura como fonte de energia. Além disso, devido ao baixo estímulo insulínico, reduz-se o risco de aumentar as reservas energéticas sobre forma de gordura.

Quem diria que um carboidrato poderia ser muito além do que um fornecedor de energia, não é mesmo?! Para maiores benefícios, faça o consumo consciente deste produto, consulte seu nutricionista para ser melhor orientado quanto a sua suplementação!

“Este texto foi escrito por Bryan Stolze, integrante da equipe de nutrição da SNC-Salvador, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail: nutricao@sncsalvador.com.br. Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).”

 

Featured Image Featured Image

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *