SNC

Magnésio para Atletas

Magnésio para Atletas

O magnésio (Mg) é o principal cátion intracelular e afeta muitas funções celulares, incluindo transporte de íons potássio (K) e cálcio (Ca), além de modular sinais de transdução, metabolismo de energia e proliferação celular. Ele é um mineral essencial que desempenha um papel crítico no corpo humano, sendo um cofator para inúmeras reações enzimáticas, incluindo o metabolismo energético, crescimento celular, glicólise e síntese protéica. Na sua deficiência ocorrem aumento da excitabilidade muscular e arritmias cardíacas. Os atletas, em particular, são um grupo populacional com tendência a apresentar perdas elevadas de magnésio pela urina e pelo suor em períodos de treinamento intenso.

A hipomagnesemia está associada com a hipocalemia, perda de K intracelular, aliada à dificuldade para reabsorvê-lo dos rins e sua baixa ingestão pela dieta e a perda renal excessiva têm sido associadas com a elevação da pressão sanguínea. Anorexia, náusea, vômitos, letargia e fraqueza são sintomas típicos da deficiência em Mg, e se a deficiência for grave, pode ocorrer parestesia, irritabilidade, diminuição de atenção e confusão mental. O magnésio participa da regulação da contração muscular pelo seu efeito direto no filamento de miosina, na proteína regulatória, troponina, nas ATPases, no retículo sarcoplasmático e em outros pontos de armazenamento de cálcio. O magnésio ainda atua no músculo inibindo a liberação de acetilcolina, o neurotransmissor que dá início à contração muscular. Dessa forma, a deficiência de magnésio no tecido muscular origina contrações musculares incontroláveis, além de estar positivamente correlacionada ao aumento da peroxidação lipídica, à diminuição da atividade antioxidante, deficiências no metabolismo energético, maior fadiga e cãibras musculares. Esse micronutriente também é importante tanto na geração de energia aeróbia quanto anaeróbia, indiretamente, como complexo Mg-ATP, ou diretamente, como um cofator enzimático. Sendo assim, sua deficiência pode atuar diretamente na queda do rendimento dos atletas.

Apesar de alguns estudos defenderem que a suplementação de magnésio deve ser feita apenas quando houver deficiência, seu papel é muito importante para os atletas, uma vez que esses indivíduos apresentam uma demanda muito maior e devido aos longos e exaustivos treinos, exibem uma perda muito maior desse micronutriente por meio do suor. Além disso, a deficiência de magnésio muitas vezes não é percebida apenas nos exames laboratoriais, sendo necessário uma avalição completa dos atletas e, portanto, considerar a necessidade da suplementação, pelo menos de forma aguda. Lembramos que o nutricionista é o profissional qualificado para analisar as necessidades individuais e ofertar esse suplemento de maneira adequada.

Este texto foi escrito por Glenda Oliveira, integrante da equipe de nutrição da SNC-Salvador, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail: nutricao@sncsalvador.com.br. Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

Featured Image Featured Image

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *