SNC

Benefícios das Fibras

Benefícios das Fibras

As fibras são componentes vegetais intactos, formados por polímeros de carboidratos unidos por ligações que as nossas enzimas não conseguem hidrolisar. Portanto, nós não somos capazes de digerir este nutriente.

De acordo com a solubilidade em água, as fibras podem ser classificares em duas categorias: fibras solúveis e insolúveis. As fibras solúveis formam géis, portanto, são responsáveis pelo retardo no tempo do trânsito intestinal, diminuindo o esvaziamento gástrico e prolongando a absorção da glicose, diminuindo, assim, a glicemia pós-prandial. Essas fibras são encontradas em frutas, farelo de aveia, cevada e leguminosas. As insolúveis, no entanto, são capazes de reter água e são responsáveis por aumentar o volume do bolo fecal, acelerando o trânsito intestinal. São encontradas em maior quantidade no farelo de trigo, cereais integrais, raízes e hortaliças, compondo, proporcionalmente, a maior fração da dieta.

As fibras prebióticas são aquelas que chegam intactas ao intestino, onde serão fermentadas pelas bactérias da nossa microbiota. Esse processo de fermentação resulta na formação de gases e ácidos graxos de cadeia curta (AGCC), que diminuem o pH do ambiente intestinal, favorecendo o crescimento seletivo de bactérias “boas” e inibindo a proliferação de organismos patogênicos.

Tais propriedades físico-químicas das fibras são capazes de promover benefícios locais e sistêmicos em nosso organismo, conferindo à elas diversas aplicações na dietoterapia, a exemplo da constipação intestinal, uma desordem entérica caracterizada por uma redução na formação das fezes, resultando em uma diminuição na frequência das evacuações e dificuldade no momento da defecação. Por serem capazes de reter água, as fibras insolúveis são muito eficientes em aumentar o bolo fecal, facilitando o processo de evacuação. Já as solúveis podem auxiliar por favorecerem o acúmulo de massa bacteriana durante a sua fermentação.

As fibras também podem ser excelentes aliadas no tratamento de doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs). Por conta de suas propriedades gelificantes, as fibras são capazes de promover saciedade, auxiliando no controle da ingestão calórica e, consequentemente, da obesidade. Além disso, essa camada de gel lentifica a absorção de gorduras e açúcares.

Alguns estudos mostram, ainda, que as fibras são capazes de se ligar a receptores específicos das células imunes, mostrando uma possível relação direta deste nutriente com a modulação da imunidade.
Já é bem elucidado cientificamente que o consumo de fibras traz diversos benefícios à saúde e que os diversos tipos de fibras vão agir de formas diferentes no nosso organismo, por isso, recomenda-se que haja uma variação entre os tipos de fibra na dieta, a fim de se obter todos os potenciais benefícios que este nutriente é capaz de oferecer.

Este texto foi escrito por Júlia Canto, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido.
Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br
Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Featured Image Featured Image

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *