SNC

Arginina e Saúde Cardiovascular

Arginina e Saúde Cardiovascular

De acordo com a 7ª Diretriz Brasileira de Hipertensão arterial publicada em 2016 a Hipertensão arterial (HA) pode ser classificada com uma doença multifatorial evidenciada pelo aumento dos níveis pressóricos ≥ 140 e/ou 90 mmHg, além disso, existe uma associação com Dislipidemias, Obesidade, Diabetes Mellitus e outras alterações cardiovasculares. A HA atinge 36 milhões de indivíduos (32,5%) adultos no Brasil e há um aumento de acordo a faixa etária, a prevalência em idosos é de (60%), também observa-se maior ocorrência em mulheres e em pessoas de raça negra/cor preta. Os hábitos alimentares inadequados com alto consumo de alimentos ultraprocessados e de bebidas alcoólicas associado ao sedentarismo contribuem com a progressão da Hipertensão arterial. Dessa forma algumas estratégias nutricionais associadas à prática regular de exercícios físicos são necessárias para o tratamento/prevenção desta doença.

A arginina é um aminoácido condicionalmente essencial que desempenha inúmeras funções metabólicas, participando de processos de transporte e excreção do nitrogênio, síntese de uréia, síntese de proteínas, é o substrato para a síntese de creatina e óxido nítrico e é utilizada também para estímulo a liberação de hormônio de crescimento (GH).

Como foi citado acima a arginina é um aminoácido precursor de óxido nítrico (NO), uma substância gasosa, instável, lipofílica e com alta difusão através de membranas celulares. O NO tem inúmeras funções tais como neurotransmissão, coagulação sanguínea e controle da pressão sanguínea. O NO é um dos fatores de relaxamento mais importantes das células endoteliais. O óxido nítrico ativa Guanilato-ciclases solúveis no músculo liso. Esta ativação leva a conversão de Guanosina trifosfato cíclica solúvel (cGTP) em Guanosina difosfato cíclica (cGMP) e por fim ocorre a ativação da Proteinocinase dependente de GMP (PKG) que efetiva ações de relaxamento na musculatura lisa dos vasos sanguíneos. Todavia, para que todo este processo ocorra é necessário o aumento inicial do fluxo sanguíneo, que pode ser decorrente do exercício físico, por exemplo, este aumento gera um estresse de cisalhamento devido ao choque de células sanguíneas na parede vascular. O estresse de cisalhamento ativa mecanorreceptores da superfície vascular que ativam a enzima óxido nítrico-sintase endotelial (eNOS) para produção de NO a partir de arginina. O NO tem ainda outras aplicabilidades: nos rins promove excreção de sódio, diminuindo volume sanguíneo e nas plaquetas diminui a agregação plaquetária, dessa forma o NO possui característica cardioprotetora.

Considerando as particularidades cardioprotetoras, o óxido nítrico desempenha um relevante papel em situações de hipercolesterolemia. Nesta dislipidemia ocorrem níveis elevados de lipoproteína de baixa densidade (LDL) que por sua vez, quando oxidados por radicais livres, por exemplo, promove agregação plaquetária, inflamação e toda a cascata aterosclerótica. Os mecanismos de ação do NO são a inibição da oxidação da molécula de LDL devido ao seu potencial antioxidante que impede a formação de ânions superóxidos (radicais livres), soma-se ainda a inibição da agregação plaquetária.

Puga (2013) avaliou os efeitos da suplementação de arginina (9 gramas 45 minutos antes do exercício) associada a exercício físico (esteira ergométrica) em mulheres após a menopausa (grupo de risco para Hipertensão arterial). Este estudo foi constituído de 33 mulheres acima de 50 anos, sendo 16 normotensas e 17 com o diagnóstico de hipertensão arterial. Ao fim do estudo observou-se que a associação de arginina com exercício físico (EF) foi superior ao EF sem arginina e a suplementação de arginina sem EF para diminuição da pressão arterial sistólica e diastólica e notou-se aumento dos biomarcadores da produção de óxido nítrico, elucidando o mecanismo de ação e a relevância da suplementação da Arginina e da prática de exercício físico.

Para adoção dessa e de outras estratégias para prevenção e controle de complicações cardiovasculares é primordial a adoção hábitos de vida saudáveis. Busquem auxílio de profissionais habilitados.

 

Este texto foi escrito por Ismael Oliveira, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

Featured Image Featured Image

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *