SNC

Acne: como solucionar ?

Acne: como solucionar ?

A acne é o problema de pele mais comum que existe e afeta pessoas de todas as idades. É estimulada por diferentes fatores, como a hiperprodução sebácea, hiperqueratinização folicular, aumento da colonização por propionibacterium acnes e inflamação dérmica periglandular. Fatores genéticos, distúrbios hormonais, alimentação inadequada e estresse são os principais fatores envolvidos com o seu aparecimento.

O quadro é muito comum na adolescência e puberdade, por conta da produção hormonal diferenciada durante esse período, em associação à má alimentação (prática bem comum entre os jovens na atualidade), onde há um maior consumo de alimentos industrializados, com alto teor de aditivos químicos, gordura trans e carboidratos simples.Além do incômodo das lesões, como na adolescência a aparência é um fator importante, o comprometimento estético determinado por alterações da pele pode atingir o lado psicológico e tornar o adolescente inseguro, tímido, deprimido, infeliz, com redução da autoestima e consequências sérias que podem persistir pelo resto da vida.

Algumas estratégias são extremamente eficazes no tratamento dessa doença, como a utilização de antioxidantes, multivitaminicos, ômega 3 e ácido y-linolênico (GLA) que apresentam influência anti-inflamatória e, segundo estudos, diminuem lesões e grau de acne.  Um dos mecanismos propostos é a inibição da conversão de ácido araquidônico em LTB4 (Leucotrieno B4- série inflamatória), que tem ação de estimular a produção de sebo pelas glândulas sebáceas.

A suplementação de antioxidantes como chá verde e coenzima Q10 é extremamente relevante para pessoas que sofrem desse distúrbio da pele, visto que indivíduos com acne apresentam alto teor de radicais livres, pelo intenso processo inflamatório instalado. Além disso, há uma diminuição do zinco sérico em indivíduos portadores de acnes, a suplementação deste mineral, diminui a inflamação e ocorrência, pois é antibacteriano, antiandrogênico, antioxidante e favorece a conversão de ácidos graxos livres em prostaglandinas E1 (envolvidas na reação moduladora inflamatória).

A disbiose intestinal pode ocasionar a presença da acne, isto ocorre porque as alterações na microbiota intestinal podem acarretar em hiperpermeabilidade intestinal, gerando translocação bacteriana e passagem de componentes como lipopolissacarideos e outros xenobióticos; esta alteração ocasiona inflamação local e sistêmica, presente nos indivíduos com acne, sendo assim também um fator etiológico. Alguns estudos relacionam a suplementação de probióticos ao tratamento de acne e a eficácia desse recurso se dá pela redução do estresse oxidativo e da inflamação, como por exemplo, na redução da interleucina 1 (citocina que inicia a formação da lesão acneica).

É importante salientar sobre a manutenção da alimentação adequada durante o tratamento da doença, já que  alguns alimentos podem interferir diretamente no surgimento de novas lesões acneicas, como nos seguintes casos: alto consumo de alimentos processados e industrializados; açúcares simples e gorduras trans; e até mesmo as proteínas do soro do leite (whey protein), que acabam provocando alto estímulo  à insulina e consequente ativação do IGF-I (a caseína também favorece a ação deste último).

Manter uma alimentação rica em frutas e vegetais é uma ótima opção  para associar ao tratamento da acne, visto que esses alimentos apresentam altos teores de polifenóis, com caráter antioxidante, regularizando a produção de citocinas pró-inflamatórias. Desta-se também a possibilidade da utilização das proteínas vegetais, que além de serem uma ótima opção para manter o aporte proteico, acabam sendo  hipoalergênicas, que para esse público é algo bem vantajoso.

A nutrição é um campo vasto que pode interagir com diversas áreas, inclusive com a estética. Desta forma, um planejamento alimentar individualizado prescrito por um Nutricionista é de extrema importância para modulação e alcance dos objetivos.

Este texto foi escrito por Felipe Cyrino, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido.
Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br
Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.
Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

 

 

Featured Image Featured Image

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *