SNC

Ácido Ursólico

Ácido Ursólico

O ácido ursólico é um composto natural encontrado nas folhas, flores e frutos de ervas medicinais como o Rosmarinus officinalis (alecrim), Ocimum basilicum (manjericão), Origanum vulgare (orégano), Coffea arabica (café) e principalmente na Pyrus malus (casca da maçã verde). Estudos têm demonstrado que a suplementação do ácido ursólico pode resultar em diversos benefícios à saúde, pois possui ações anti-inflamatória, antioxidante, anti-carcinogênica, como também atenuar o catabolismo muscular e estimular a síntese proteica. Além disso, é capaz de estimular o aumento da termogênese e possui efeito anti-obesogênico.

O principal mecanismo de ação deste composto é relacionado à melhora na composição corporal. Sua suplementação é capaz de aumentar a ativação da proteína quinase (AMPK) ativada pela termogenina (UCP1) no tecido adiposo e no músculo esquelético, aumenta assim a termogênese e auxilia o processo de perda de peso. Este composto apresentou também a capacidade de aumentar a liberação do fator de crescimento semelhante à insulina tipo 1 (IGF1) na corrente sanguínea, desencadeou maior ativação da proteína alvo da rapamicina (mTOR), auxiliou no processo de síntese proteica e ganho de massa muscular.

Os benefícios do ácido ursólico vão além da função estética. A suplementação mostrou resultados positivos também na atenuação dos marcadores de dano muscular, podendo ser interessante para reduzir dor muscular tardia e auxiliar no desempenho de atletas e desportistas. Estudo experimental demonstrou resultado positivo na redução de marcadores de dano muscular em indivíduos adaptados ao treinamento, onde o grupo suplementado com 450mg de ácido ursólico (3x de 150mg ao dia) reduziu significativamente níveis de cortisol (hormônio catabólico), creatina kinase (CK) e lactato desidrogenase (LDH) quando comparado com o grupo placebo.

O ácido ursólico ainda não possui protocolo padrão de suplementação, contudo, a suplementação de 450mg por 8 semanas foi bem tolerada e não apresentou efeitos colaterais.  A suplementação parece melhorar o quadro de obesidade, aumentar a massa muscular e aptidão física. Entretanto, por ser uma suplementação relativamente nova, mais estudos precisam ser realizados para comprovar a real eficácia da substância.

“Este texto foi escrito por Marcelo Caldas, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br. Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador)”.

Featured Image Featured Image

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *